Esta versão revisada do Código de Conduta Ética da CPFL incorpora as mudanças que resultaram do profundo processo de reflexão interna e do diálogo com os públicos, realizado ao longo dos últimos cinco anos. Ela consolida as crenças e explicita os princípios e as diretrizes que devem reger a atuação do grupo CPFL Energia, fundamentados em uma visão contemporânea da ética aplicada aos negócios.

Esse compromisso está evidenciado desde 2001 quando a CPFL implementou a primeira versão do Código de Ética e Conduta Empresarial. Em 2002, começou a ser desenvolvido o Sistema de Gestão e Desenvolvimento da Ética (SGDE). Entre 2004 e 2006, foi feita a coleta de subsídios para a revisão do Código, publicado em dezembro de 2006.

Em 2015, foi concluída a segunda revisão do Código. O documento passou a ser denominado “Código de Conduta Ética” para adequação normativa e às mudanças na sociedade e ambiente de negócio, passando a contar com uma estrutura e linguagem mais simples para facilitar seu entendimento entre os profissionais das empresas do Grupo CPFL e seus stakeholders (Acionistas, Clientes, Fornecedores, Governo e Sociedade).

O sistema do SGDE é composto por 7 elementos, os quais são:
Código de Conduta Ética: É o coração do sistema onde encontra-se toda nossas diretrizes éticas a serem seguidas por colaboradores e terceiros com relacionamento direto com o Grupo CPFL (Holding e Controladas);
Comitê de Ética e Conduta Empresarial: É formado por cinco membros, sendo três vice-presidentes executivos da Holding CPFL Energia e dois Membros Externos e Independentes;
Regimento Interno do Comitê de Ética: Nele estão definidos os fluxos de processos e procedimentos a serem adotados desde o recebimento de registros éticos até a sua conclusão;
Comissão de Processamento de Denúncias (CPD): Implantada para apoiar o Comitê de Ética e Conduta Empresarial na apuração de denúncias recebidas dos colaboradores e demais públicos de relacionamento do Grupo CPFL;
Canal Externo de Ética: Empresa independente especializada no recebimento de registros éticos (denúncias, consultas e sugestões), reconhecida pela qualidade de seus controles, e por assegurar a integridade e confidencialidade das informações, o anonimato dos usuários e independência durante todo o processo;
Plano de Divulgação: Abrange as atividades de comunicação dos princípios éticos e das ações realizadas pelo Comitê no âmbito das empresas do Grupo;
Capacitação: Treinamentos (e-learning e presenciais) disponibilizados para todos  seus stakeholders.

Assim, o SGDE tem como objetivo prevenir, monitorar, avaliar, revisar e melhorar ações individuais e institucionais da empresa que direta ou indiretamente impliquem em comportamento ético, parcial ou integral dos nossos stakeholders.

A não observância do Código de Conduta Ética sujeitará à aplicação das punições previstas nas normas internas da empresa e na legislação brasileira, podendo, inclusive, levar a rescisão do contrato de trabalho.